Réllou e empreendedorismo feminino

Nesse dia dos namorades, a Ui! deu match com a Réllou Papelaria and Stuff, uma papelaria criativa com design próprio de duas mulheres empreendedoras: Carolina Faita (@carolfaita) e a Júlia Gonçalves (@_juliagonçalves). Aqui nesse blog, a gente conversou com essas empreendedoras maravilhosas e vimos como é ser uma mulher que tem seu próprio negócio! 

Vem conhecer mais da história delas com a gente!

  • Como surgiu o sonho?

Júlia: “Desde o começo da faculdade, nós duas nos demos muito bem nos projetos juntas. Aí veio a ideia de abrir um negócio, ficamos com essa ideia por muito tempo, trancamos a faculdade, fomos para turmas diferentes, mas já sabíamos que queríamos trabalhar juntas. No início pensamos em ser serviço, mas no fim acabamos lançando um produto mesmo.” 

  • Como foi o começo do projeto? 

Júlia: “Eu tinha um Instagram de ilustrações de empoderamento feminino, comecei a pensar que queria transformar aquelas ilustrações em estampa de alguma coisa, montei mockups para divulgar o caderno, chamei a Carol e falei ‘amiga, quero transformar em estampa! Vamos abrir um negócio?’ na hora ela já gostou, pensamos em papelaria e desde ali seguimos o projeto muito a sério. Começamos a falar em junho de 2020 e abrimos o site em outubro. Pensamos em abrir o projeto em 2021, mas aconteceu em 2020 mesmo. Sempre foi um sonho e nós acreditamos muito na Réllou!” 

  • Como a formação de vocês ajudou na criação da Réllou?

Júlia: “Nós duas somos formadas em publicidade e a faculdade nos ajudou absurdamente, nós não exercemos a profissão, mas temos a consciência de que sem a faculdade estaríamos para trás em muitos aspectos. Toda nossa pesquisa de mercado, criação de persona, definição de identidade visual, tudo isso foi feito com o que a gente aprendeu na faculdade. Nesse sentido, a faculdade nos ajudou muito!”

  • Quais foram as dificuldades para abrir o negócio?

Júlia: “Tivemos algumas dificuldades, principalmente no começo em relação a maquinário. O conhecimento técnico de produção gráfica mesmo foi uma dificuldade no início. Agora, já estamos muito melhores, conseguimos parcerias que nos ajudam. Outra dificuldade foi em relação ao e-commerce, pensando na experiência do consumidor no site, transporte. É uma dificuldade que a gente tinha e continua tendo, porque cada dia é um aprendizado novo. Os problemas são normais e a gente aprende muito com eles.”

  • Mulher tem espaço no mundo empreendedor? 

Carol: “A minha opinião é que a gente tem que trabalhar muito mais para construir o nosso espaço. A minha impressão é que só somos levadas a sério quando trabalhamos muito mais do que um homem fundando uma empresa; a sensação é de que precisamos trabalhar o dobro para isso. Acredito que esse espaço melhorou muito e que o número de mulheres empreendendo cresce. A minha mãe empreende desde 2010 e ela é uma inspiração para mim e cada vez mais vão surgir mais mulheres empreendedoras.” 

  • Como vocês acham que o empreendedorismo feminino impacta a sociedade?

Carol: “O impacto que o empreendedorismo traz na sociedade é muito positivo. Primeiro, porque a gente perde a visão de que mulher é para trabalhar de casa e que o marido gera renda para a família e de que mulher não consegue gerir seu próprio negócio.”

  • Dicas para mulheres que querem empreender:

Carol: “Eu e a Ju temos um canal aberto para muitas dúvidas que as pessoas têm sobre empreendedorismo. A principal é você conseguir entender que empreender não é fácil, demanda muito estudo e muito tempo, são muitas dificuldades que aparecem no caminho, tem uma burocracia. Empreender demanda principalmente que você acredite no seu negócio. Muitas pessoas, até pessoas próximas, podem não acreditar no seu empreendimento. Você precisa acreditar que seu negócio é a sua paixão, é o que vai gerar sua renda e é o que vai fazer sua vida se realizar profissional e profissionalmente.“

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.