MULHERES NO PODER

MULHERES NO PODER: eu consigo enxergar mulheres no topo.

VAMOS CONVERSAR SOBRE FEMINISMO, EMPREENDEDORISMO FEMININO E AUTO CONHECIMENTO?

Iniciamos oficialmente Março, e aproveitando a temática do Dia Internacional da Mulher (8 de março) resolvemos abrir espaço para conversar sobre questões mais reais e mais importantes do que somente flores e exaltações.

◊ Autonomia de trabalho

Hoje, vemos uma crescente de mulheres que criam uma independência ao mercado de trabalho e buscam pelo empreendedorismo para se encontrar profissionalmente (se você é uma dessas, dá um alô aqui pra gente!). E precisamos falar sobre isso.

Isso pode ser uma saída a toda essa problemática do mercado, que desde sempre – e ainda hoje – é bem machista e pouco flexível, principalmente quando falamos de mulheres-mães. Mas não somente isso, as mulheres artistas, ou que conciliam estudos e trabalho, ou que simplesmente querem fugir da lógica do mercado (trabalhar durante 8 horas do dia em qualquer situação de emprego só para ter a garantia de receber o salário fixo no final do mês), buscam formas mais autônomas, mais livres, mais criativas. E isso vem fazendo parte dos novos modelos de profissões. E foi graças a internet que isso se tornou possível! ~ Eu ouvi um amém? ~

Apesar de ser uma alternativa ao trabalho tradicional, essa novas profissões autônomas geram incertezas, medos e inseguranças por não ter garantias a seguros desempregos, nem aposentadoria. Se não trabalha, não recebe. Isso não podemos negar. Sem falar na pressão que essas profissionais liberais passam toda vez que ouvem: “Mas você só trabalha em casa?” ou “Tá cansada por quê se você escolhe seus horários?”. Toda essa liberdade tem um custo, né? Mas, como todo inicio tem seus desafios, acreditamos muito na liberdade dessas novas profissionais que utilizam da internet para pagar os boletos do final do mês.

Então, a dica da Ui! pra você que vive a liberdade do trabalho é: Aposte e invista na sua educação financeira! Faça cursos, leia livros, acompanhe youtubers que falem sobre isso e guarde seu dindin para que nunca te falte, mesmo nos meses de escassez (que acontece com todos que optam por essa vida).


◊ A geração cansada

E aí, olhando para todo esse cenário de mulheres empreendendo, vivendo sua independência, fica parecendo que são super mulheres, né? Essa responsabilidade gera muita pressão. É preciso tomar cuidado com a saúde emocional para você, mulher maravilhosa e livre, não achar que precisa dar conta de tudo. Não é necessário ser uma super mulher para ser bem resolvida e independente. Lembre-se disso, tá bom?

Essa situ toda só piora quando olhamos pro Instagram e vemos um mar de pessoas perfeitas e esquecemos de ver os filtros que cobrem todos os problemas (que todos nós temos). A vida normal, como ela é no dia-a-dia, sem o filtro das Kardashians é apenas uma vida normal, com altos e baixos. Somos todos seres humanos e vivemos no mesmo planeta. A comparação só faz com que a gente se sinta mais cansada e cobrada. Então, sem essa, ok?

Nessas horas, o detox de redes sociais é válido e bem-vindo!

E se você é a profissional que precisa se expor na internet pra pagar os boletos, o papo é mais ou menos esse:

  • Lembre-se de quem você é e saiba diferenciar a sua persona da internet de quem você REALMENTE É na vida real, cheia de emoções e sentimentos, nessa roda gigante da vida. Não é todos os dias que estamos bem, nos sentindo lindas e dispostas. As vezes precisamos do nosso tempinho. Seja clara com os seus seguimores e com os parceiros e entre no seu casulo toda vez que achar necessário.
  • Lembre-se que a internet não dorme nem descansa, mas você sim! Trabalho é trabalho. Vamos discernir e separar as coisas nos seus quadrados pra que não seja necessários chegar no esgotamento para entender isso.
  • E por fim, planeje seus conteúdos e produza com antecedência. Pega aquele dia que você tá linda, maravilhosa e disposta e já grava tudo os videozinhos pras próximas semanas. Vai postando aos poucos e divulgando com o tempo, sem a pressão de ter que estar sempre produzindo conteúdo o tempo todo e a todo segundo. Os conteúdos terão mais qualidade se forem planejados e você terá mais tempo livre para deixar o celular de canto quando estiver vendo a sua série preferida ou no almoço com a família.

◊ Vivendo o feminismo

Não me venha com essa de explicar feminismo. Elas estão cansadas. A prática é muito mais do que teorias preconceituosas e taxadas.

O feminismo é sim muita luta, mas não é só isso. A sororidade, o amor, o acolhimento, o sentimento de pertencer, sem precisar sentir medo, ou de ser forte o tempo todo é o que faz toda a luta valer a pena. Entenda isso, não tem muito mais a dizer.

Cada mulher, com seu universo e ciclo particular vive da sua forma o feminismo. Algumas expressaram suas dores de abusos por meio da arte, e transformam um sentimento oprimido em algo belo e poético. Outras, encontram verdade e sabedoria em mulheres, e sentem que por meio da saúde ou da educação, podem ajudá-las a se empoderar e ocupar espaços. Independente de como for, a palavra de ordem é o AMOR. O amor à próxima, a empatia sincera a qualquer mulher, seja ela sua melhor amiga, ou uma completa desconhecida.


◊ Auto amor

Pra que isso seja possível, é preciso começar a praticar. E se você não sabe nem por onde começar, a dica é: comece pelo lado de dentro, com auto amor, auto cuidado, auto conhecimento. Precisamos, primeiro de tudo, saber quem somos e amar quem somos. Depois disso, podemos praticar o amor a outras manas, decidir para onde vamos, e o que iremos fazer profissionalmente, de preferência para ajudar as outras e o planeta terra.

Algumas dicas da Ui! pra você praticar o auto cuidado e a auto descoberta é:

  • Leia muito! Encontre livros e blogs que você se identifica e se inspire! Busque e se apaixone pelo conhecimento.
  • Aprenda a ouvir. Seja uma curiosa por histórias, as pessoas mais velhas são cheias delas e tem tanta experiência pra compartilhar! O que acha de começar conhecendo a sua história pelas suas ancestrais? Dê uma chance para a sua mãe, suas avós ou aquela tia que ama falar.
  • Se você tem a oportunidade de buscar ajuda profissional, vá ao psicólogo, faça yoga ou alguma terapia holística. Encontre a sua ferramenta de auto conhecimento e se aprofunde.
  • Saiba quem são as suas amigas que estão por você e para você e dê valor a elas. É muito importante ter uma rede de apoio com pessoas que confiamos. As pessoas que convivemos dizem muito sobre a gente e refletem na maneira com que agimos e pensamos.
  • E por último, aceite as suas imperfeições com amor e acolhimento e busque o seu próprio ritmo para ir melhorando, sempre e aos poucos.

◊ GRL PWR: A GRANADA

Se você tá se sentindo inspirada com toda essa conversa, então primeiro vem compartilhar sua história com a gente. Depois, presta atenção nessa novidade que a Ui! lançou: Na compra de qualquer oclito no site, você ganha um CHAVEIRO GRANADA escrito GRL PWR, pra você desfilar por aí com muito orgulho e muito poder de ser essa mina maravilhosa.

Funciona assim: na hora de comprar seu oclito é preciso selecionar também o chaveiro no carrinho e automaticamente o valor R$9,90 do chaveiro será zerado! Pode usar o cupom do seu influ favorito pra gerar mais descontos, é válido apenas um por pedido!

Simples assim, corre pro site e já segura o seu, porque a promo dura até o dia 09/03 e só vale uma vez por cliente <3

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.